O estresse é uma inevitável parte da nossa vida: preocupações com a família e trabalho; trânsito; contas a pagar. É uma reação fisiológica do nosso corpo que nos permite sobreviver a eventos que colocam nossa vida em risco. Entretanto, esses eventos estressantes repetidos em nossa vida prejudicam nossa saúde física e mental, comprometendo o nosso desempenho e nossa felicidade. A boa notícia é que você pode aprender a gerenciá-lo com sucesso e virar esse jogo!

Nossa percepção sobre os acontecimentos da vida é que, em última análise, selecionarão os nossos estressores: engarrafamento; prazo iminente; preocupação com uma doença; discussões com o parceiro ou o chefe; necessidade de cuidar de um ente doente, dentre outros. Eles desencadeiam uma cascata de hormônios do estresse que produzem mudanças fisiológicas orquestradas. A repetição desse processo dia após dia causa um dos maiores problemas de saúde da atualidade: o estresse crônico.

Nossa saúde é impactada diretamente pelo estresse crônico. Pode contribuir ou agravar problemas como ansiedade, depressão, diabetes, dores de cabeça, problemas cardíacos, pressão alta, gripes e resfriados recorrentes, herpes, insônia, disfunção sexual, dores crônicas e até aumentar os efeitos colaterais do tratamento do câncer. Sinais que demonstram que você está estressado são respiração superficial (onde apenas o peito e não o abdome se move com a respiração), pescoço e ombros tensos, mandíbula ou punhos apertados.

Você provavelmente tem suas próprias maneiras de lidar com estresse. Algumas são saudáveis, como chamar um amigo para conversar; fazer uma massagem ou ir deitar mais cedo. Outra maneiras podem agravar ainda mais o problema como assistir TV por longas horas; isolar-se do convívio social ou cultivar uma vida social frenética; ganho ou perda excessiva de peso; consumo compulsivo ou exagerado de doces, café e álcool; dormir demais; fumar ou aumentar o consumo de cigarro; atacar emocional ou fisicamente outras pessoas; abuso de medicamentos para ansiedade e para dormir.

Tornar-se consciente de como você lida com o estresse pode ajudá-lo a fazer melhores escolhas. Existem diversas ferramentas que podemos utilizar para minimizar esses efeitos do estresse em nosso corpo e nossa vida:

– Técnicas de relaxamento: focar na sua respiração inspirando e expirando lentamente, fazer uma pequena oração se for religioso ou praticar uma meditação guiada;

– Prática de yoga, tai chi e qigong: práticas milenares consagradas que conectam o corpo e a mente;

– Exercícios físicos regulares: atividades físicas moderadas de 30 minutos 4 a 5 vezes por semana;

-Alimentação saudável: rica em vegetais e frutas, ovo, azeite de oliva e peixe fresco; consumo de pelo menos 2L de água;

– Suporte social: cultivar bons relacionamentos bem como curar aqueles relacionamentos desarmoniosos;

– Uso de psicologia positiva: práticas de gratidão e foco no lado positivo das pessoas, coisas e fatos.

Você não precisa esperar uma doença mais grave aparecer para começar a agir. O tempo investido em você para diminuir seu estresse certamente se reverterá em saúde, disposição, produtividade e satisfação. Observe se você apresenta sinais e sintomas de estresse crônico e procure ajuda. Você pode ter sucesso e uma vida muito mais feliz e saudável. Lembre-se: “quem não investe na sua saúde logo terá que gastar para tratar sua doença”.

Agende sua avaliação e teremos prazer em atendê-lo!